segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

Só para quem vê Homeland

Epá.. os Estados Unidos com esta série, este argumento e estas lines.. estão a querer festa, não estão?

23 comentários:

  1. estão. mas seriously és a primeira pessoa da blogosfera que encontro a ver isso. está brutalíssima so far!

    ResponderEliminar
  2. Respostas
    1. Nunca me leu, só pode :p

      Agora falando de Homeland. Ainda não vi o episódio de ontem mas o anterior tinha aquela tirada brutal do Abu Nazir a comparar-se ao Bin Laden...

      http://foimesmoassimqueaconteceu.blogspot.pt/2012/11/sometimes-they-push-it-too-hard.html

      Eliminar
    2. Exactamente essa! A parte do "coward" foi mesmo ouch!

      Eliminar
  3. Respostas
    1. homeland, dexter, nikita, ncis. não são propriamente o meu género que eu sou mais comédias e dramas mas de volta e meia satisfazem-me o desejo de mania da conspiração. mas o que acontece com a maioria dos policiais é que começam a repetir-se. começa - 10 minutos depois, grande crise. a 5 minutos do fim percebes o esquema todo e acaba bem para as personagens viverem mais uma temporada. ah pá.

      Eliminar
    2. True. Isso e o casting de actores. Mesmo que a meio ainda não tenhas percebido o desfecho, se há um actor relativamente conhecido no cast que ainda não fez nada de especial no episódio.. there's your psychokiller.

      Eliminar
    3. não sei se estás a falar no "peter quinn" - that guy surely is a hitman - ou no "saul berenson". eu gosto do peter mas o saul tem alguma coisinha de errado epá.

      Eliminar
    4. Estava a falar no geral, como falaste das séries policiais (NCIS, CSI e afins).. O Saul é o Carrie enabler por excelência.

      Eliminar
  4. Antigamente os terroristas raptavam as famílias das pessoas para que elas fizessem o que elas queriam. Nos dias de hoje raptam-lhes as amantes. Sinais dos tempos...

    Só não engulo (se calhar pq n estou habituado) aquela da Claire fugir e voltar para trás. Cheira demasiado a filme de terror de Segunda categoria. Mas o fim do episódio está engraçado, com a entrada na escuridão.


    In other news, o season finale de Boardwalk Empire foi provavelmente o que teve o maior bodycount da história da televisão americana...

    Dexter n comento até a LaGuerta estar morta, para não azarar.

    ResponderEliminar
    Respostas
    1. Gostei muito do parentesis. Ela é obcecada com o Nazir, não ia deixá-lo na zona industrial à vontadinha.

      Boardwalk Empire ainda não consta na minha (longa) lista de séries.

      Quanto à Laguerta.. até eu já a enrolava em plástico.

      Eliminar
    2. ela é obcecada com o nazir... ou tem um death wish. sinceramente não me espantou, a carrie não funciona muito bem da mona desde o início e mesmo depois de toda a merda de ter estado fora da cia etc ela é muito tipo "ya eu estou só a controlá-lo" mas ela vai acabar por se deixar enganar pelo brody. ele está no limbo, ora é fiel a este ora aquele.
      quanto a dexter, a laguerta é absolutamente intragável desde o início. credo mulher! de qualquer forma, ela vai ter de morrer ou ir passar férias a cuba ou o raio que é para continuar a haver série propriamente dita.
      broadwalk empire, nunca vi.

      Eliminar
    3. Acho que esta é a última season de Dexter.. Não sei se vai haver Cuba para a Maria..

      Eliminar
  5. Fuck me silly... Dexter só acaba para o ano: season 8. Por isso esta psycho-florista is going bye-bye... e não é para a Argentina :)

    E seria injusto para a saúde dos espectadores (e pessoas que sacam os episódios da net tb) acabar no mesmo ano com uma série como Dexter e outra como Boss.

    Boardwalk Empire é o tipo de série que é feita para o DVR americano. Porque eu desisti ao sexto episódio e depois de ver o season finale tive de ir ver tudo para trás. Tudo porque a série tem uma característica quase única no panorama ficcional americano: queima de forma muito, muito lenta ao longo da época e explode sempre nos últimos dois episódios.

    Homeland continua sem ter velocidade de cruzeiro nem arco que me agarre. Faz parte dos downloads mas não do que fica no disco rígido. Agora é o subplot da sub-equipa de black ops que está ali para limpar toda a gente e manda em todos, tenho para mim que não vai dar em nada, vai ser como a história do acidente de carro da filha do Brody.
    Mas o pior é que sempre que vejo um episódio de Homeland lembro-me que há muito mais a fazer para a Carrie se demarcar da interpretação da Naomi Watts em Fair Game. Não se pode plagiar um personagem inteiro e esperar que a audiência não ganhe pelo menos alguns anticorpos a essa jogada ao fim de tanto tempo. Já estámos a acabar a segunda série e a miúda ainda não conseguiu sequer passar um dia fora de caçar terroristas? Isto não é o 24!

    A LaGuerta morre, a florista vai à vidinha dela, como a miúda do barril há duas épocas, e a irmã começa a sujar as mãos na coisa, afinal ela nos últimos episódios está mais vingadora que o próprio Dexter. Só não gosto da forma como o Dexter está a avacalhar o ritual de assassinato dele, se há uma coisa em que os psicopatas são bons é a manterem hábitos. E tb a série está a sofrer do mesmo problema da Weeds nos últimos anos: ausência de queca. Nas primeiras 4 séries tínhamos toda a gente a fazer sexo. Agora quando o Dex monta alguém é uma sorte. Mas não há nada a fazer, com os cachets elevados não dá para obrigar ninguém a tirar a roupa. Boooring...



    ResponderEliminar
    Respostas
    1. spoilers, spoilers everywhere.

      Eliminar
    2. A parte do Dexter n são spoilers, nops! São o que eu gostaria que acontecesse...

      Eliminar
    3. Nas primeiras 4 seasons tinhamos malta a fazer sexo? Really?

      Eliminar
    4. not really, era na realidade um grande esforço para o moço xD

      Eliminar
    5. Pois, a mim parece-me que o homem nem sequer curte pinar..

      Eliminar
    6. com pessoas normais não, só com serial killers ^^

      Eliminar
  6. Tipo... I'm still on porn, mas sinceramente curti aquela cena da Nymfo-sis dos primeiros anos da série, em que a jovem basicamente deitava abaixo tudo o que lhe deitasse uns olhinhos. Era o white-trash que a Weeds emolou desde o incêndio e começaram todos on-the-run, n sei se na série 2 ou 3. Depois lá se foi o sexo, excepto algumas cenas do Quinn com esta ou aquela informadora/jornalista/stripper...

    ResponderEliminar
  7. E acho que está a ser levantado um grande bias contra a sex-drive dos psicopatas. Desde que não se evite a cozinha e a casa de banho com a banheira cheia são pessoas perfeitamente seguras com quem se estar...

    ResponderEliminar